Hospital Manoel Carola e o mistério dos medicamentos vencidos

Recentemente a assessoria da Prefeita de São Francisco promoveu um espetáculo midiático para propagar a “descoberta” de uma sala “secreta ou oculta” nas dependências do pequeno Hospital Municipal  Manoel Carola, em Ponto de Cacimbas, onde Nesta foram encontrados medicamentos vencidos que, supostamente, teriam sidos “escondidos” pela gestão anterior.
 Em um primeiro momento fiquei perplexo com o fato, e de maneira intempestiva fiz juízo de valores sobre a gestão anterior, sem uma análise imparcial da questão.  Fazendo uma reflexão mais profunda e buscando detalhes do ocorrido,  formatei as minhas ideias, quase conclusivas, e decidi comentar sobre o assunto e  compartilhar com os nossos leitores.
O ponto mais intrigante de toda essa ação Midiática Circense é que a “sala secreta ou oculta” está localizada a poucos metros da sala do Secretário de Saúde, aliás, neste período de 9 meses, Este  já é o segundo titular da pasta, e nenhum dos dois tiveram a curiosidade de abrir a tal sala misteriosa,  que passivamente estava alí, bem ao lado de tudo e todos, durante nove meses de gestão,  sem ninguém abri-la, estranho não é?.
 Se essa sala não foi percebida pelos competentes gestores, é possível que  essa mesma sala possa ter sido “Rakeada” -afinal recentemente os “ANONIMUS” passearam pela terra do abacaxi-  por alguém em algum momento do dia ou da noite nesse período? Sim, poderia até porque ninguém da atual gestão percebeu a existência da misteriosa ou oculta  sala dos medicamentos vencidos. A tal sala que estava alí, sem se mexer, sem sair do lugar, silenciosa como um “fantasminha camarada” que morou  durante nove meses em um ambiente hospitalar e de uma hora para outra saiu de seu esconderijo assustando a todos.
E por falar em fantasminha, abro um parêntese para relembrar a minha infância assistindo o Palhaço Bozo anunciar espetacularmente mais uma atração no picadeiro,  onde  a trupe pede aplausos a prateia formada , também, por funcionários do circo,  que muitas vezes é forçada a rir até de piada sem graça, afinal  quem trabalha  no Circo tem que achar graça, gritar , comentar e concordar, mesmo não concordando.
Voltando ao assunto dos medicamentos, trago outra curiosidade, pois  algumas informações foram suprimidas da campanha midiática promovida pela atual gestão. Uma das informações é que existiam medicamentos vencidos desde de 2012, antes da gestão de Pedrinho Cherene. Em 2012 vocês se lembram quem era o Prefeito?.
Em semana que o município está finalizando mais uma folha de salários dos servidores, voltamos o foco para esse assunto  importante e deixamos a pergunta: Os salários com valores reduzidos que foram depositados no mês passado, serão reembolsados aos servidores esta semana, junto com os salários do mês de setembro? O saldo em caixa hoje é suficiente para fechar a folha deste mês, tà tranquilo, tá favorável? Esse é o foco, sem desvio de foco, entenderam?.  

8 comentários:

  1. Entederam n desvie o foco o salario ummmm sei n ,..mas vamos la que o circo n pode para ....

    ResponderExcluir
  2. Meter os pés pelas mãos não é novidade nessa prefeitura! Querem fazer diferente sem pensa nas consequencias. A mais ressente burrada é na Educação. Resolveram de uma hora pra outra coloca todas turma pra fazer prova nos dois horario finais sem o professor da matéria na sala. O problema maior é que tem escola que não tem carteira pra todo mundo e na hora da prova é uma bagunça dos inferno. Minha sobrinha que é inteligente chegou em casa chorando porque foi mal em duas provas por causa alvoroço na hora da prova com as reclamação de ter que fazer prova ajoelhado na cadeira. Minha irmã foi avisada pra não reclama porque é prestadora. Pra que mudar uma coisa que tava boa? Só pra dize que ta fazendo diferente? Alguns pais foi reclamar mais a direção disse que é ordem da secretaria de educação que não pode faze nada. Ajuda nois aí.

    ResponderExcluir
  3. 👏👏👏👏👏👏

    ResponderExcluir
  4. E tem ainda, completando o espetáculo, o fato de que a sala foi aberta para reparos de infiltração. Quando foi a ultima vez que choveu no município? Acho que esqueceram de que como se formula uma boa mentira!

    ResponderExcluir
  5. Bom dia, Carlos Jorge!
    No caso dos medicamentos é irrelevante a data da compra e sim o motivo pelo qual não foram distribuídos antes de perderem a validade aos pacientes do município, que tem o segundo pior IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) do Estado do Rio de Janeiro e que a grande maioria da população usa os serviços do SUS e não tem dinheiro para comprar remédios.
    Caberá às autoridades apurar as responsabilidades e à Justiça punir eventuais culpados.
    Não é prudente fazer julgamentos precipitados – nem favoráveis e muito menos contrários – sob pena de cometermos injustiças.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  6. Pegando um bonde na matéria vou relatar o que ocorreu na data de hoje (26/09/2017). Por volta das 08:30 cheguei ao posto de saúde do Centro de SFI levando uma pessoa que estava passando mal, até aí tudo bem, porém após uns 20 minutos, sem atendimento, chegou outro paciente sentindo dores e este permaneceu por mais uns 20 minutos sem atendimento. Sendo o primeiro atendimento realizado após 40 minutos e o segundo após 20 minutos, não bastasse o tamanho descaso, chegou uma funcionária por volta das 08:45, não sei o horário de início do plantão, assustada com a grande quantidade de pessoas esperando para consulta. O que chama a atenção é que alguns comentam que a administração atual é mais eficiente que a anterior más o que presenciei hoje me mostrou que a atual não deve estar ciente do que ocorre naquela UBS e se souber e permitir que continue teremos mais um prefeito(a) que só veio a procura de status.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade eu estava na UBS e presenciei tal situação, uma vergonha prefeita, se não sabe fazer pede pra sair!

      Excluir
  7. Boa tarde amigo !! que orror se realmente aconteceu isso tem que apurar e mostrar o culpado pq isso e muito grave ,,acuzar sem sabe,os fatos ,ai vai logo dizendo e do governo anterior ,, e se n foi do governo anterior como vamos ficar ,,,

    ResponderExcluir

Obrigado por sua visita e comentário;a interatividade nos estimula cada vez mais a trabalhar neste projeto